sábado, 20 de setembro de 2014

Paulo Coelho - Guerreiros da Luz


O guerreiro da luz não cai na armadilha da palavra "liberdade". Quando o seu povo está oprimido, a liberdade é um conceito claro. Nessas horas, usando sua espada e escudo, luta até perder o fôlego ou a vida. Diante da opressão, a liberdade é simples de entender; é o oposto da escravidão. Mas, as vezes o guerreiro escuta os mais velhos dizendo: "quando parar de trabalhar, ficarei livre." Então, depois de um ano, os mais velhos reclamam: "a vida é apenas tédio e rotina." Neste caso, a liberdade é difícil de entender; ela significa ausência de sentido. Um guerreiro da luz está sempre comprometido. É escravo do seu sonho, e livre em seus passos. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário