domingo, 21 de setembro de 2014

Paulo Coelho - Guerreiros da Luz


Um guerreiro da luz nem sempre pode escolher o seu campo de batalha. Às vezes é colhido de surpresa, no meio de combates que não desejava; mas não adianta fugir, porque estes combates o seguirão. 
Então, no momento em que o conflito é quase inevitável, o guerreiro conversa com seu adversário. Sem demonstrar medo ou covardia, procura saber porque o outro quer a luta; que coisas o fizeram sair de sua aldeia e procurá-lo para um duelo. Sem desembainhar a espada, o guerreiro o convence que aquele combate não é seu. Um guerreiro da luz escuta o que seu adversário tem a dizer. E só luta se for necessário. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário