quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Paulo Coelho - Guerreiros da Luz


O guerreiro da luz sabe reconhecer um inimigo mais forte que ele. Se resolver enfrentá-lo, será imediatamente destruído. Se aceitar suas provocações, cairá na armadilha. 
Então, ele usa a diplomacia para superar a difícil situação em que se encontra. Quando o inimigo age como um bebê, ele faz o mesmo. Quando o chama para o combate, ele finge-se de desentendido. Os amigos comentam: “é um covarde”. 
Mas o guerreiro não liga para o comentário; sabe que toda a raiva e coragem de um pássaro são inúteis diante do gato. 
Em situações como esta, o guerreiro tem paciência. Logo o inimigo partirá para provocar outros. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário