domingo, 21 de setembro de 2014

Paulo Coelho - Guerreiros da Luz


As vezes o mal persegue o guerreiro. Então, com tranqüilidade, ele o convida para a sua tenda. O guerreiro pergunta ao mal: “você quer me ferir, ou me usar para ferir os outros?” O mal finge não ouvir.Diz que conhece as trevas da alma do guerreiro. Toca em feridas não cicatrizadas, e clama vingança. Lembra que conhece algumas armadilhas e venenos sutis que ajudarão o guerreiro a destruir todos os inimigos. O guerreiro da luz escuta. Se o mal se distrai, ele faz com que retome a conversa, e pede detalhes de todos seus projetos. Depois de ouvir tudo, levanta-se e vai embora. O mal falou tanto, está tão cansado e tão vazio, que não conseguira acompanhá-lo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário